Propriedades benéficas do cacau e do chocolate:

O cacau é considerado um alimento funcional, pois além de desempenhar funções nutricionais, quando consumido de forma regular e moderada, proporciona benefícios à saúde. 

Um poderoso conjunto de substâncias, vitaminas e sais minerais presentes em sua composição garantem os benefícios do cacau, sendo capaz de atuar com função anti-inflamatória, antioxidante, cardioprotetora e benéfica à pressão arterial, além de diversos outros benefícios. 

Parte dessas características do cacau também são encontradas nos chocolates, quanto maior o teor de cacau maior serão os benefícios.

Função antioxidante e anti-inflamatória:

Por ser muito rico em flavonoides, o cacau é capaz de diminuir o dano celular causado pelos radicais livres e a inflamação. Além disso, alguns estudos indicam que o consumo de cacau e chocolates intensos promove a redução da quantidade de proteína C reativa no sangue, que é um indicador de inflamação. 

Estudos mostram que tanto o cacau quanto os chocolates 70% cacau são superalimentos devido a sua capacidade de absorver radicais livres, tal capacidade é medida pelo indicador ORAC (Oxigen Radical Absorbance Capacity) que é um padrão científico que atribui o valor antioxidante para alimentos e substâncias. Quanto mais alto o número ORAC, maior o poder antioxidante da substância. Abaixo um gráfico com o índice ORAC de algumas frutas e alimentos:

Comparação da capacidade de absorção do radical livre oxigênio pelas frutas.

*ORAC é a sigla de Oxigen Radical Absorbance Capacity (Capacidade de Absorção de Radical Livre Oxigênio). Também denominada CARO. O índice ORAC mede o potencial Oxidante de um alimento. (N.E.) WOLFE, David. “Superalimentos: a alimentação e os remédios do futuro”; tradução Gisela Duchamps. São Paulo: Alaude Editorial, 2010. pp.51.

Comparativo vinho x chocolates

Comparado ao vinho tinto por exemplo, o chocolate 70% cacau possui 5x mais capacidade antioxidante. Já o chocolate ao leite possui o dobro da capacidade antioxidante do vinho tinto.

Inicialmente é importante destacar que o índice ORAC varia inclusive entre tipos de vinhos, como as substâncias antioxidantes se concentram na casca da uva, teremos uma capacidade antioxidante diferente para diferentes tipos de vinho, mesmo sendo tintos:

A capacidade antioxidante de um vinho merlot, por exemplo, é menor que a capacidade antioxidante de um vinho cabernet, devido a casca mais fina da uva merlot;

A capacidade antioxidante de um vinho tinto Cabernet Sauvignon descrito em unidades ORAC é: 45 μ mol TE/g;

A capacidade antioxidante de um vinho tinto Merlot descrito em unidades ORAC é: 25 μ mol TE/g;

Assim, se você quer um vinho com maior capacidade antioxidante prefira um Cabernet em detrimento de um Merlot, ok?;

Agora a capacidade antioxidante de um chocolate 70% cacau descrito em unidades ORAC é: 210  μ mol TE/g;

A capacidade antioxidante de um chocolate ao leite descrito em unidades ORAC é: 75 μ mol TE/g.